25/08/2017

ARTIGO: Desmonte de um gigante do setor elétrico

A proposição do Ministério das Minas e Energia dá conta de uma nova forma de gestão da Eletrobras, maior empresa brasileira de geração de energia elétrica, e traz preocupações pelo impacto que as mudanças podem repercutir para a sociedade. A Eletrobras detém capacidade geradora equivalente a cerca de 1/3 do total da capacidade instalada do País, também líder em transmissão de energia elétrica. Com a proposição, a estatal ficará com 47% do capital, mantendo poder de veto (golden share). A situação da empresa teve origem, principalmente, pela MP 579/2012, que antecipou a renovação das concessões das usinas em 2013, por 30 anos. Os valores artificiais pactuados cobriam apenas os custos operacionais e objetivaram reduzir os custos ao consumidor na ordem de 20%. A atual reforma propõe que a energia advinda das usinas tenha valores a preços de mercado, em média 7% maiores ao consumidor final.

A privatização de parte do setor elétrico, sem condições de investimentos, resolve as necessidades de recomposição de receitas da União e a dívida da empresa. A engenharia e o know how desenvolvidos em cima dos ricos potenciais de geração brasileiros, que foram capazes de dar a estatal o porte a que chegou, bem como o consumidor e seus custos, não estão em questão. Seria o caso de perdermos um bem público que é instrumento de política energética, em um setor que é estratégico para o País à exposição ao capital externo, muito provavelmente internacional? Não seria questão de buscarmos o equacionamento do déficit no melhor gerenciamento das contas públicas? Na proposição, perde a sociedade, o setor elétrico, os profissionais e o capital, provavelmente internacional, encontra mais uma porta de entrada para se apropriar de um bem público relevante a valores subavaliados e avançar seu espaço no gerenciamento da rica matéria estratégica do setor elétrico brasileiro. Não é sem razão que o anúncio da privatização fez as ações da bolsa dispararem. Estejamos atentos! 

 

*Artigo originalmente publicado pelo Jornal do Comércio

Leia também

15/07/2024

A vocação da Engenharia para reconstruir o RS é destaque da coluna do SENGE no Correio do Povo

12/07/2024

Estado cancela eleição para escolher nova presidência da Emater/RS-Ascar

12/07/2024

ARTIGO | Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato