12/09/2019

ARTIGO | Subjetivismo na segurança contra incêndios no RS

 

Restando menos de quatro meses para o fim do prazo para adequação das edificações à Lei Kiss, poderíamos estar discutindo avanços e soluções para efetiva aplicação de segurança contra incêndios, mas o que vivemos é um debate rivalizado e subjetivo entre o sim e o não sobre a prorrogação da vigência.

Quando o Governo do Estado propôs a dilação dos prazos, esperávamos que seriam apresentadas justificativas, planejamento e indicadores que justificassem a medida. Nada plausível foi posto.

Alguns argumentos indicavam que as interdições ocorreriam de forma maciça e que a crise econômica impediria a aplicação dos recursos para a adequação por parte dos proprietários das edificações. Ao questionarmos os indicadores de gestão existentes para discutirmos com responsabilidade qualquer possibilidade de apoiarmos a proposta de prorrogação, nada foi apresentado.

Acreditávamos que com tais indicadores e com a possibilidade de atingirmos índices mais significativos de adequação de segurança contra incêndio, chegaríamos de maneira construtiva a uma solução para o problema. Mas o que se viu foram posições ideológicas e subjetivas.

Sem indicadores oficiais, estimamos que o Rio Grande do Sul possua mais de 250 mil alvarás e certificados de licenciamento sem o imprescindível envolvimento de um profissional legalmente habilitado como responsável técnico.

Estaria a sociedade gaúcha vivendo sob uma falsa segurança contra incêndio? Não ignoramos todas as dificuldades técnicas e econômicas que dificultam que muitos estabelecimentos alcancem a devida adequação à “nova” lei.

Porém, a proposta que está sendo conduzida é dilatarmos a adequação de maneira indiscriminada. Isso representaria uma grande injustiça com aqueles que já investiram na segurança.

Como alternativa à prorrogação de prazo, propomos a criação de um mecanismo similar a um Termo de Ajuste de Conduta. Sob este instrumento, todos os prédios que não se adequarem até o dia 27 de dezembro de 2019 poderiam requerer a dilação de prazo através de um profissional legalmente habilitado, apresentando um plano de trabalho/ação até obtenção do APPCI, cabendo assim ao Corpo de Bombeiros validar ou não os prazos propostos e fiscalizar a implantação das adequações.

Propor alternativas e tentar construir soluções não significa se afastar da discussão, nem simplesmente dizer não a prorrogação. Entendo que a proposta alternativa atende todos os anseios, sejam técnicos ou econômicos, da sociedade civil organizada, prorrogando prazos caso a caso, com avaliação técnica e responsável e não uma prorrogação tácita que beneficie e premie os omissos e os inertes.


*Por João Leal Vivian
Engenheiro, diretor do SENGE-RS e Conselheiro do CREA-RS/COESPPCI

Fonte: Sul21 

Leia também

19/06/2024

Conheça benefício da Mútua para profissionais atingidos pela calamidade

19/06/2024

SENGE SOLIDÁRIO | Campanha Solidariedade Técnica já atende demandas da comunidade

18/06/2024

SENGE-RS completa 82 anos de história reafirmando seu compromisso com a sociedade

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato