13/07/2010

CGTEE planeja novas usinas para atender à demanda

Zero Hora 06/07/2010

Enquanto finaliza os preparativos para a inauguração da Fase C da usina de Candiota, a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) planeja novos investimentos e reformas de usinas existentes para ampliar a capacidade de geração.

Antes da solenidade marcada para 20 de setembro, quando deverá entrar em operação o empreendimento de R$ 1,3 bilhão que irá gerar 350 megawatts (MW), engenheiros da CGTEE e da controladora Eletrobras devem se reunir para discutir o projeto de construção de uma nova termelétrica no município.

Para o presidente da empresa, Sereno Chaise, o ritmo de expansão do país impõe a necessidade de rapidez para novos investimentos em geração.

– Vai levar entre um ano e meio e dois anos para (a Fase D) ir a leilão – diz Chaise, referindo-se ao processo de licitação de venda de energia que viabilizaria o investimento.

Consideradas obsoletas, com equipamentos de até 30 anos de uso, as fases A e B passarão por reformas. A capacidade instalada original é de 446 MW, mas defeitos reduzem a geração a 120 MW, informa a estatal. A produção inferior ao que tem de entregar por força de contratos obriga a empresa a adquirir energia no mercado, operação que dá prejuízo.

Para elevar a geração a até 300 MW, a CGTEE vai investir R$ 105 milhões na reforma de equipamentos. A “meia-sola”, como o próprio Chaise define, deve estar concluída em abril de 2011 e dar vida útil de mais cinco anos às máquinas.

Como polui mais devido à tecnologia defasada e tem prazo de validade limitado, a CGTEE já começa a planejar uma futura Fase E para substituir o parque antigo. O projeto, entretanto, ainda não foi esboçado.

– Isso é para oito a 10 anos – avalia.

A usina de São Jerônimo, inaugurada em 1953, também será revitalizada. Tem capacidade de 20 MW, mas gera só 5 MW. A CGTEE está em tratativas com a Eletronorte para a transferência, de Manaus, de duas máquinas geradoras de 25 MW cada. Os equipamentos devem gerar energia em 2012.

O assessor técnico em energia da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado, José Wagner Kaehler, não compartilha da projeção de colocar a Fase C em operação em setembro.

– Contamos com a Fase C gerando comercialmente apenas em fevereiro – diz, ao entender que não haverá tempo para a finalização das obras e dos testes para operar com segurança os equipamentos chineses.

A energia gerada pela Fase C é suficiente para abastecer uma cidade de 1 milhão de habitantes. Caso a Fase D se viabilize, seria suficiente para uma cidade de dois milhões. Sua produção reforça a tentativa de o Estado buscar a autosuficiência energética. O RS consome hoje cerca de 3,7 mil MW, mas tem de “importar” de outras regiões de 60% a 65% da energia que consome. E as usinas promovem economicamente a Metade Sul.

Leia também

21/06/2024

Programa Pampa Debates ao vivo direto do SENGE-RS

21/06/2024

Governador, qual é o seu projeto para a EMATER? SENGE e entidades cobram resposta

19/06/2024

Conheça benefício da Mútua para profissionais atingidos pela calamidade

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato