18/09/2017

DEFESA DO SETOR ENERGÉTICO NACIONAL FOI TEMA DE AUDIÊNCA PÚBLICA NO SENGE

A Frente é presidida pelo deputado federal Pompeo de Mattos (PDT), que abriu a audiência criticando o momento do país e do estado, com o alinhamento de pautas privatizantes contra o setor público. “Foi estabelecida uma agenda econômica que representa um verdadeiro desmonte. Chegaram ao cúmulo de querer privatizar a Casa da Moeda. Isso não é crível. É jocoso pensarem que assim vão resolver o problema do país”, afirmou o parlamentar.

Pompeo seguiu tecendo uma série de críticas sobre a intenção do governo do estado de privatizar a CEEE, a CRM e a Sulgas, em negociações por valores irrisórios. Salientou ainda que o discurso utilizado para fundamentar o desmonte do patrimônio público repete a mesma estratégia de governos anteriores que obtiveram êxito nos seus objetivos de venda, porém não conseguiram sanar os problemas estruturais da administração pública com o dinheiro recebido nestas negociações.

“A CEEE não precisa de investimento do Estado. Não precisa do dinheiro da educação e da saúde, porque ela se resolve em si mesma. A empresa pode se autogerir por meio da venda de ativos. As participações minoritárias da Companhia se assemelham à uma casa na praia. Quando estamos com as finanças positivas, nós investimos em bens, em casa na praia. Quando a coisa aperta, a gente vende. Vender os ativos das SPEs segue essa mesma lógica”, explicou o deputado.

Na sequência, o diretor do SENGE, Luiz Alberto Schreiner, falou sobre o histórico de mobilização em defesa da CEEE.  “Desde 97 demos uma importante demonstração de força, quando parte da CEEE foi privatizada, levando 2/3 da receita e deixando um enorme passivo. Desde lá, conseguimos nos reerguer por meio da participação fundamental do corpo técnico da empresa. Anos depois, nas campanhas pela renovação das concessões da CEEE-GT e da CEEE-D, mostramos mais uma vez nossa força e poder de articulação, e avançamos com o apoio das Frentes Parlamentares e dos deputados favoráveis ao fortalecimento da empresa. E agora estamos diante de mais um obstáculo, de um governo que chegou com o viés de liquidar a Companhia”, explicou Schreiner.

O dirigente do Sindicato reiterou a importância de que todas as entidades e representantes do quadro de empregados da CEEE trabalhem juntos pelo mesmo objetivo, salientando ainda que neste momento a solução mais viável para o equilíbrio econômico-financeiro é a venda de ativos. “Existe muita falácia e entendimentos equivocados sobre a venda de ativos e o fluxo de caixa. É uma solução viável conforme já demonstramos em Nota Técnica, e nós devemos lutar por ela. O Projeto de Lei 260/2016 é mais uma ferramenta importante para amparar esta medida, já prevista no Plano Plurianual e na Lei de Diretrizes Orçamentárias o Estado. Por isso, na última semana, nós protocolamos no gabinete do deputado João Fischer, relator do PL na Comissão de Constituição e Justiça, um documento assinado por 25 parlamentares em apoio à aprovação deste texto”, disse.

Schreiner também criticou a intenção de privatização do Grupo Eletrobrás. “Querem vender o patrimônio por 5% do que ele vale. O parque gerador da Eletrobrás necessitaria de 400 bilhões de investimentos a valores de hoje, para ser reconstruído. O resultado da ‘descotização’, segundo avaliação da ANEEL, deverá aumentar o preço médio da energia em 17%, vai se repetir o que ocorreu quando o governo federal decidiu abrir o modelo do setor, convencido de que o mercado se autorregularia. O resultado disso foi o apagão. Agora assistiremos a disparada dos preços da energia que deverá se elevar bem mais que 17%, pois temos que adicionar o efeito “mercado livre”, quando os privados assumirem a maior empresa de geração do pais. A Eletrobrás é essencial para garantir a segurança energética nacional, e para termos preços regulados. No exterior o sistema energético é estatal, porque aqui será melhor privatizar? ”, questionou o dirigente.

O assessor das Frentes Parlamentares em nível estadual e federal, Gerson Carrion, reiterou a importância do PL 260 e da pressão sobre o parlamento para agilizar a sua tramitação. “Que se cumpra a lei e as determinações do PPA e da LOA, que o governo sancionou, mas não vem acatando”, disse. Carrion criticou ainda a postura da diretoria da CEEE em relação à boa posição da empresa nos rankings de avaliação dos clientes, salientando que os resultados positivos são consequência dos esforços e do comprometimento do quadro de empregados da Companhia.  

O diretor do SENGE, Diego Oliz, foi incisivo ao chamar todos os colegas eletricitários e empregados da CEEE à mobilização tanto em defesa da empresa, quanto em defesa de todo o setor energético. “Também precisamos lutar em nível federal contra a privatização. Não podemos seguir falando para nós mesmos, precisamos falar à sociedade. Para vencer a batalha precisamos voltar para a Praça da Matriz, para a Assembleia Legislativa, lotar as audiências públicas para o Projeto de Lei andar na CCJ. Temos pouco tempo”, afirmou Oliz.

Ao término da audiência o deputado Pompeo comunicou, que o seu requerimento de audiência pública sobre a intervenção da PREVIC na Fundação CEEE foi aprovado e a data será divuldada em breve.

Assista ao vídeo da audiência pública: 

 

Leia também:

SENGE e Frente Parlamentar protocolam manifestação de apoio dos deputados ao fortalecimento da CEEE

SENGE desafia governo a assumir posição ideológica, e não financeira, para privatização da CEEE

Para privatizar a CEEE, governo desconsidera plano de recuperação feito por técnicos, dizem engenheiros

CEEE pode ser capitalizada sem tirar um centavo do orçamento do Estado, diz Frente Parlamentar

Leia também

08/12/2023

SENGE presente no seminário sobre os Instrumentos das Políticas de Recursos Hídricos

07/12/2023

Nota ao Governador e à Sociedade Gaúcha Sobre Lei Kiss

06/12/2023

Cerimônia de posse da nova diretoria do SENGE-RS para gestão 2023-2026

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

2º lugar em Preferência na categoria Sindicato

Marcas de Quem Decide é uma pesquisa realizada há 25 anos pelo Jornal do Comércio, medindo “lembrança” e “preferência” em diversos setores da economia.

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato