07/01/2010

Indústria gaúcha avança pelo terceiro mês consecutivo

A recuperação da indústria gaúcha, que vinha ocorrendo de forma instável e fragmentada, finalmente entrou em consolidação em novembro, quando ocorreu uma alta de 0,6% na atividade, em comparação com outubro, sem os efeitos sazonais. Desde o início da crise econômica mundial em 2008, esta foi a primeira vez que o crescimento permaneceu por três meses consecutivos, caracterizando um processo de retomada efetivo. "Se este cenário positivo vier acompanhado de investimentos no País, o atual ritmo de expansão poderá ser acelerado", disse o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paulo Tigre, ao divulgar o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS).

Nesta base de comparação, os indicadores que mais contribuíram para o avanço do crescimento da indústria, passando-o do cenário de tendência para o de consolidação, foram a Massa Salarial e a Utilização da Capacidade Instalada. No primeiro caso, a elevação foi de 1,8% e, no segundo, de 1,3%, em relação ao mês anterior. O emprego também deu a sua contribuição, apesar de menor, com um incremento de 0,5%.

O desempenho da indústria no Estado ainda mantém quedas no Faturamento (-4,4%) e nas Compras (-4,7%). Mas, ambos os índices não devem alterar a tendência de recuperação, pois eles vinham apresentando fortes crescimentos em meses anteriores e agora estão em processo de acomodação.

Quando novembro é comparado com o mesmo mês de 2008, a atividade industrial apresenta uma queda de 4%. No entanto, a boa notícia é que foi a menor retração em 13 meses e o Faturamento teve uma elevação de 1,9%, o que não ocorria há um ano. Além disso, as demais variáveis que compõem o IDI-RS (Compras, Emprego, Massa Salarial, Horas Trabalhadas na Produção e Utilização da Capacidade Instalada), apesar de ainda terem ficado negativas, amenizaram consideravelmente a magnitude das suas perdas.

Acumulado do Ano − Nos 11 primeiros meses de 2009, em relação ao mesmo período do ano passado, o Índice de Desempenho da Indústria caiu 13,2%. Todos os 17 setores industriais pesquisados registraram desaceleração, principalmente Metalurgia Básica (-31,4%), Máquinas e Equipamentos (-24,5%), Produtos de Metal (-19,6%) e Químicos (-18,2%).

Entre as variáveis ligadas à produção, o Faturamento foi uma das mais penalizadas, com a queda de 11,5% e atingindo 72% das empresas. Em relação ao mercado de trabalho, o emprego retraiu 7,1%, refletindo a diminuição do quadro funcional ocorrida em quase 60% das indústrias do Estado.
Fonte: Fiergs

Leia também

23/02/2024

ARTIGO | Lifelong Learning: O futuro do trabalho e crescimento econômico

23/02/2024

Artigo | Palavra do Murilo – Seis décadas de luta pelos engenheiros e pelo país

23/02/2024

Últimos dias para inscrição no Curso Online de Tratamentos Térmicos dos Aços

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

2º lugar em Preferência na categoria Sindicato

Marcas de Quem Decide é uma pesquisa realizada há 25 anos pelo Jornal do Comércio, medindo “lembrança” e “preferência” em diversos setores da economia.

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato