22/03/2010

Pré-sal pode ter produção igual a pós-sal já em 2015

Reuters – São Paulo

A produção de petróleo da camada pré-sal no Brasil vai crescer rapidamente em 2013 e 2014 e já em 2015 poderá se igualar à produção das áreas convencionais, o chamado pós-sal, afirmou nesta quinta-feira (18) o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

As informações do ministro contrastam com as projeções atuais da Petrobras, porque indicam um ritmo mais acelerado do crescimento da produção do pré-sal. O Plano de Negócios da companhia 2009-2013 está sendo reavaliado, mas ainda não foi divulgado ao mercado.

"O petróleo do pré-sal já começou a jorrar, em pequena quantidade, é verdade. Temos alguns poucos pilotos, mas essa produção tende a aumentar. Estimamos em 2013, 2014 uma grande produção. Talvez em 2015 o petróleo do pré-sal seja tão importante em valores que o petróleo que nós já exploramos hoje, o chamado pós-sal", disse Bernardo no programa Bom Dia Ministro.

"É uma estrutura muito grande… nós vamos gradativamente produzindo equipamentos, implantando o uso deles e começando a produzir. A produção vai ser crescente e talvez em 2015 seja maior que a produção de hoje do pós-sal", afirmou ele, novamente indicando o período daqui a cinco anos para que a produção da nova fronteira petrolífera se iguale à da área convencional de exploração, que por sua vez continua em crescimento.

De acordo com o Plano Estratégico da Petrobras vigente, a produção de petróleo do pré-sal somente chegaria próxima à produção do pós-sal depois de 2020 (veja tabela abaixo).

A produção de petróleo da Petrobras, praticamente toda ela de áreas do pós-sal (com exceção do TLD–Teste de Longa Duração de Tupi, que produz cerca de 18 mil barris diários), atingiu 1,97 milhão de barris/dia em janeiro.

Segundo a Petrobras, em 2015 o pré-sal estaria produzindo 582 mil barris/dia e chegaria a 1,81 milhão de barris em 2020.

A estatal espera que o projeto piloto de Tupi, a primeira grande estrutura de produção, com expectativa de 100 mil barris diários, entre em operação ainda nesse ano.

Veja abaixo a estimativa de evolução da produção de petróleo do pré-sal formulada pela Petrobras:

===================================
ANO PRODUÇÃO EM MIL BARRIS DIA
2013 219
2014 368
2015 582
2016 959
2017 1.315
2018 1.532
2019 1.767
2020 1.815
==================================
PRODUÇÃO ATUAL DO PÓS-SAL 1.972
==================================
(Reportagem de Daniela Machado e Marcelo Teixeira)

Leia também

21/02/2024

Justiça reconhece que trabalhador despedido após aposentadoria sofreu discriminação por idade

21/02/2024

Curso gratuito sobre mudanças climáticas oferece certificado da ONU

20/02/2024

SENGE celebra com os formandos em Agronomia

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

2º lugar em Preferência na categoria Sindicato

Marcas de Quem Decide é uma pesquisa realizada há 25 anos pelo Jornal do Comércio, medindo “lembrança” e “preferência” em diversos setores da economia.

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato