13/07/2010

Retrocesso: alterações no Código Florestal fará País andar para trás na questão ambiental

A Comissão Especial do Congresso Nacional, instalada com objetivo de analisar alterações no Código Florestal, aprovou o texto do relator, Deputado Aldo Rebelo, o que gerou grande controvérsia. Isso porque entre as alterações propostas encontra-se uma polêmica anistia às sanções administrativas até aqui emitidas contra quem não seguiu a legislação vigente, além da dispensa de recomposição de áreas desmatadas.

A reação de ambientalistas, técnicos e entidades foi imediata. A votação em plenário, ainda sem data, será acompanhada com enorme interesse por toda a sociedade, e marcada por grande mobilização de todos os setores.

Para a engenheira agrônoma Córdula Eckert da EMATER-RS e representante do SENGE na Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), as alterações no Código produzidas pelo Legislativo demonstram o perfil “bastante conservador” do Congresso Nacional. Ao reconhecer a força da bancada ruralista, Córdula destaca que os ambientalistas contam com grande força de vontade, porém menos recursos, já que o trabalho, na maioria dos casos é voluntário.

A engenheira agrônoma considera ainda que a dispensa dos proprietários de recomporem as áreas desmatadas de sua reserva legal, bem como a anistia das sanções administrativas, representam “um incentivo à desobediência civil, pois todos esses atos foram cometidos à revelia da legislação vigente”. Segundo ela, a anistia significa um prêmio aos infratores, como ocorreu no caso da importação de sementes transgênicas da Argentina, lembra.

Outra conseqüência da eventual transformação do projeto em lei, ainda em relação a dispensa de recomposição da reserva legal para os imóveis de até quatro módulos, será um incentivo ao fracionamento massivo das propriedades e, portanto, o impacto da não recomposição poderá ser ainda maior do que o esperado.

Córdula preocupa-se com o fato da bancada ruralista aprovar neste momento a regulamentação apenas “para os pequenos” por considerar que isso pode significar a “abertura da porteira”, para que depois passe “toda a boiada”. Lembra que todos são iguais perante a Constituição e, portanto, este “privilégio” não poderá beneficiar apenas os pequenos proprietários rurais.

Como foi aprovado na Comissão Especial do Congresso, o projeto põe em risco a biodiversidade em função desse novo regramento legal. Córdula afirma que as conseqüências disso serão sentidas por todos, inclusive pelos proprietários de terra.

No que se refere à redução das áreas de Preservação Permanente (APP), Córdula Eckert evoca o princípio da precaução na adoção de políticas públicas, e pergunta: “Quem pode avaliar concretamente o dano que será provocado à água consumida pela população urbana e pelo próprio agricultor? Quem pode avaliar o dano que será provocado às nascentes d’água?”.

A engenheira lamenta que essa liberalidade dada aos proprietários rurais “não exige nem o apoio do conhecimento técnico, já que não há a exigência da apresentação de projetos, sob a responsabilidade de profissionais da área agronômica delimitando os casos e as situações possíveis de flexibilização em relação às exigências atuais do Código Florestal”.

“Entendo que há a necessidade concreta de se criar regulamentações que possibilitem ao Código atender às especificidades da agricultura familiar, mas isto tem que ser baseado em projeto técnico específico, caso a caso, considerando o zoneamento agroecológico”, conclui.

Córdula Eckert considera fundamental uma grande mobilização nacional a favor da manutenção do Código Florestal, com campanhas de conscientização, de alertas e exigindo o respeito e a priorização dos interesses do povo e do País.

Leia também

21/06/2024

Programa Pampa Debates ao vivo direto do SENGE-RS

21/06/2024

Governador, qual é o seu projeto para a EMATER? SENGE e entidades cobram resposta

19/06/2024

Conheça benefício da Mútua para profissionais atingidos pela calamidade

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato