22/06/2017

“A Petrobrás permanece sendo a maior empresa do país”, afirma o engenheiro Ricardo Maranhão.

Especialista em Engenharia de Petróleo, o engenheiro Ricardo Maranhão ingressou na Petrobrás por meio de concurso público em 1970. Lá, ocupou diversos cargos: chefe de setor, chefe de divisão, chefe adjunto e chefe de obras, assistente da superintendência do serviço de engenharia e assessor da Presidência. Devido à experiência técnica de longos anos na estatal, tornou-se profissional referenciado quando o assunto é a Petrobrás, o petróleo e o futuro do Brasil diante dos escândalos que abalaram o setor.

Uma das personalidades mais aguardadas no Seminário Tecnologia, Inovação e Soberania, Maranhão falou com tranquilidade sobre os assuntos que domina diante de uma plateia formada por centenas de profissionais e estudantes. Na palestra, intitulada “O Petróleo, a Petrobrás, a Tecnologia e a Soberania Nacional”, o engenheiro, que também e deputado, iniciou sua fala contextualizando o petróleo no Brasil e no mundo, historicamente alvo de disputas e motivos de conflitos. “O gás, o petróleo e o óleo estão no centro de todos os grandes conflitos.”

Em nível nacional, entretanto, a maior empresa do país enfrenta o colapso de imagem provocado pelo escândalo de corrupção envolvendo a alta cúpula da empresa e políticos. Ao comentar sobre o assunto, Maranhão afirmou que a frase, muito propagada, ‘a Petrobrás está quebrada’, é, na verdade, uma falácia. “A Petrobrás permanece sendo a maior empresa do país, uma empresa sólida, e os fatos comprovam. A Petrobrás tem 25 bilhões de dólares em caixa, em 2015, recebeu pela terceira vez o prêmio concedido pela Offshore Technology Conference (OTC) de maior empresa extratora – ela bateu recordes nos últimos 13 meses. “A Petrobrás tem números extraordinários. Mas a mídia oligopolizada insiste no discurso de que a empresa está quebrada. E não há democracia verdadeira sem sociedade esclarecida e bem informada”, disse.

Então, por que esse discurso? Porque, eles dizem, é preciso vender ativos. O atual presidente da Petrobrás já afirmou que “o único dogma é que a Petrobrás não pode ser privatizada”. Depois de ter dado essa declaração, ele surge com um plano de investimento com venda de ativos, vendendo a participação da Petrobras na petroquímica, no etanol, no biodiesel, vendendo campos de petróleo em alta produção. Fez alianças estratégicas com empresas norueguesas. No campo de Lapa, onde a produção chegou a 40 mil barris de petróleo ao dia e ele está entregando este, que é o primeiro posto, e chamando isso de parceria estratégica. Para mim, isso não é estratégico; isso é alta de patriotismo e entreguismo”, afirmou o engenheiro, arrancando aplausos da sua audiência.

Ao comentar sobre a Operação Lava-Jato, Maranhão foi explícito ao se posicionar a favor as investigações: “Aquilo foi um conluio de delinquentes internos com políticos inescrupulosos. O que ocorreu é inaceitável”, afirmou. No entanto, ele ressalta, a prática de crimes não é uma regra comum aos trabalhadores da empresa, nem deve ser utilizada como argumento para o desmonte do patrimônio público. “Posso garantir a vocês que os trabalhadores da Petrobrás são pessoas honradas e dignas.

Além disso, a falta de transparência na venda dos ativos, segundo ele, praticada a preços vis, também deve merecer a atenção da sociedade. Segundo o engenheiro, é preciso despertar para a realidade de que a corrupção não é exclusividade de empresas públicas. “Vejam o que ocorreu com a Samarco, a Oi, o Galeão, o Maracanã”, lembrou. “A Lava-Jato é a manifestação de que precisamos encontrar soluções para acabar com esse loteamento de cargos nas empresas públicas”, afirmou.

Fotos: João Alves

 

Assista a a palestra

 

Confira aqui o material da palestra (pdf)

 

Leia também:

SENGE celebra 75 anos exaltando a Engenharia e a Tecnologia para a retomada do crescimento do país

A história de inovação da Embraer é tema da palestra magna do Seminário

Especialistas debatem sobre o papel das Fundações Estaduais de pesquisa tecnológica no desenvolvimento do RS

Mérito SENGE 75 anos celebra o passado e o futuro da Engenharia no Rio Grande do Sul

Seminário discutiu a sinergia entre a universidade e o mercado para a inovação

Leia também

20/02/2024

SENGE celebra com os formandos em Agronomia

20/02/2024

Rodrigo Lopes fala sobre desafios de um mundo em transformação

19/02/2024

Federação Nacional dos Engenheiros celebra 60 anos em defesa dos profissionais e do desenvolvimento nacional

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

2º lugar em Preferência na categoria Sindicato

Marcas de Quem Decide é uma pesquisa realizada há 25 anos pelo Jornal do Comércio, medindo “lembrança” e “preferência” em diversos setores da economia.

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato