27/06/2013

A manifestação do SENGE: Enfim uma luz no fim do túnel?

As manifestações ocorridas por todo o País nas últimas semanas e que levaram milhões de brasileiros às ruas, traduzem com clareza um recado da sociedade para os políticos, sejam eles gestores ou parlamentares: a Nação acordou e arregaçou suas mangas para a construção de um Brasil melhor.

Muito além da questão do preço das passagens de ônibus, cálculo, aliás, bastante nebuloso e injusto como comprovam as medidas de emergência adotadas por diversos municípios a partir da crise, a pauta dos protestos passou a abranger uma infinidade de temas que não cabem num mesmo cartaz. Impunidade, ética, serviços de má qualidade, gastos excessivos e o verdadeiro papel da classe política, passaram o ocupar o centro das discussões, numa demonstração inequívoca de maturidade democrática e da verdadeira participação popular.

Apesar dos excessos verificados tanto na repressão quanto por parte de grupos flagrantemente minoritários, ocorrências que, diga-se de passagem, se repetem por todo o planeta neste tipo de movimento, seja nos Estados Unidos, seja no Egito, por exemplo, não resta dúvida quanto à consistência das manifestações.

Como conviver ad eternum com ônibus lotados e tarifas acima dos R$ 3? Como aceitar as tentativas de limitação das atribuições do Ministério Público no combate à corrupção? Será mesmo que vale a pena a submissão do Supremo Tribunal Federal ao Congresso Nacional? E a multiplicação sem precedentes do aparelhamento da administração pública pela nomeação dos cargos de indicação política: até quando permaneceríamos indiferentes a tal deformação? E por que alguns temas hoje na pauta urgente do Senado e da Câmara Federal não foram apontados na campanha eleitoral a ponto de orientar o voto do cidadão naquela que é a oportunidade de manifestação direta da vontade popular? O valor das passagens do transporte coletivo é apenas a ponta visível do problema da mobilidade urbana. O tema serve bastante ao interminável proselitismo político e à demagogia barata, enquanto os investimentos necessários são inversamente proporcionais à lotação, ao desconforto, e à demora.

As respostas estão nas ruas. A cada nova passeata a sociedade brasileira manda um recado que precisa ser obrigatoriamente ouvido por todos. Atribuir a instalação do caos à manipulação promovida por setores da direita adormecida é um desrespeito. A demonização dos atuais partidos políticos não é culpa da sociedade, mas sim deles próprios, estejam à esquerda ou à direita, no poder ou na oposição. A promiscuidade da divisão e acomodação do poder através de negociatas, de grosseira politicagem e do crime como vimos no caso do Mensalão, é uma realidade para a qual o povo brasileiro quer colocar um definitivo ponto final.

Saudamos a mobilização popular, o papel da imprensa, das redes sociais e de cada um dos cidadãos mobilizados. Aparentemente os políticos, gestores e parlamentares, estão se dando conta de que há uma mudança de comportamento da sociedade que exige soluções para os reais problemas que ela enfrenta. Mostra disso é a atenção da Presidenta Dilma e a iniciativa de propor os cinco pactos, sem entrar no mérito dos mesmos ou, a rápida reversão da expectativa em relação à PEC 37 e a sua rejeição ocorrida no Congresso quase por unanimidade. Esperamos que não sejam apenas manobras para “acalmar os ânimos” e depois retornar à zona de conforto.

A sociedade deverá permanecer atenta e mobilizada cobrando uma mudança efetiva na forma de fazer política no Brasil. Isso passará obrigatoriamente por uma nova postura dos ocupantes de cargos públicos e de representação, sem mais espaço para negociatas e atuação em causa própria.

Trabalharemos juntos pela construção de um Brasil que já é outro a partir das últimas semanas. Caberá a todos a definição dos rumos. Não há mais espaço para oportunistas e aproveitadores. Será que os políticos e ocupantes de todas as instâncias de poder neste país entenderam ou querem que nós desenhamos?

Leia também

19/06/2024

Conheça benefício da Mútua para profissionais atingidos pela calamidade

19/06/2024

SENGE SOLIDÁRIO | Campanha Solidariedade Técnica já atende demandas da comunidade

18/06/2024

SENGE-RS completa 82 anos de história reafirmando seu compromisso com a sociedade

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato