19/05/2023

Clemente Ganz Lúcio apresenta propostas para o futuro dos sindicatos em evento no SENGE. Assista!

O futuro do movimento sindical diante das extensas transformações que vêm impactando as relações de trabalho em todo o mundo foi tema da 19ª edição dos Painéis da Engenharia, evento realizado pelo Sindicato dos Engenheiros nesta quinta-feira, 18 de maio. Com a presença de lideranças sindicais, associados e representantes de diversas categorias profissionais, o sociólogo Clemente Ganz Lúcio veio pela segunda vez ao auditório do SENGE para apresentar sua visão a respeito de como os sindicatos podem se reconectar aos trabalhadores, que enfrentam um cenário inédito de mudanças cada vez mais rápidas nas relações trabalhistas e legais.

O presidente do SENGE, Cezar Henrique Ferreira, abriu o evento ressaltando a relevância desse debate para o movimento sindical. “O SENGE vem promovendo uma série de eventos tratando sobre as relações de trabalho desde a Reforma e hoje, neste novo contexto é grande a expectativa em relação ao atual governo e aos canais de diálogo que serão abertos no sentido de construirmos políticas públicas que atendam aos anseios da classe trabalhadora”, disse. Cezar também salientou ainda alguns dos dilemas que vêm sendo enfrentados pelo movimento sindical, cujo papel na mesa de negociação coletiva é fortalecido a partir do “negociado sobe o legislado”, mas ao mesmo tempo se vê em dificuldade para levar a diante determinadas ações, inclusive no âmbito judicial, devido a falta de financiamento resultante da extinção do imposto sindical, entre outras questões cruciais para o futuro das entidades e a defesa dos direitos dos trabalhadores.

Clemente Ganz Lúcio deu início à sua palestra tecendo uma forte crítica a forma como determinados segmentos do movimento sindical ainda se posicionam frente às mudanças no mercado de trabalho e ao perfil dos trabalhadores. “Uma parte do sindicalismo não consegue olhar o futuro pelo para-brisa, só pelo retrovisor”, criticou o sociólogo, ex-diretor do Dieese e atual consultor das Centrais Sindicais. “O sindicalismo já foi forte, pujante e fez muitas coisas pelo país, mas essa visão sobre o passado está nos desconectando da realidade atual do mundo do trabalho. É preciso buscar a reconexão com os trabalhadores e com suas atuais necessidades, reinventar a forma de fazer o sindicalismo. É um outro mundo que vem surgindo”, disse Clemente.

Ainda que a falta de financiamento seja um grave ataque à continuidade da atividade sindical, e que o seu retorno não seja uma pretensão do atual governo, Clemente afirma categoricamente que o que está “matando” o movimento sindical é a resistência de algumas entidades em enxergarem e reconhecerem essa dinâmica inédita que vem se consolidando nas relações de trabalho. E uma vez que os sindicatos se desconectam desde mundo real, os trabalhadores também não se vêem representados por essas entidades. “Vamos precisar encontrar respostas para um mundo que ainda não conhecemos, que ainda não vivemos. E é imprescindível trazer os trabalhadores desse mundo real para dentro do sindicato para construir a sua pauta de interesses, ou a desconexão será ainda maior. A organização renovada é a que se conecta com a luta, mas precisamos descobrir qual é a luta dos trabalhadores neste novo mundo em transformação”, disse Clemente.

 

Um dos caminhos apontados pelo sociólogo, que coordenou o Grupo de Trabalho na transição do governo Lula/Alckmin, é a necessidade de respostas mais rápidas por parte do movimento sindical. “Já fizemos várias experiências ao longo dos anos e, atualmente, não é possível prever uma remodelação total das relações de trabalho, especialmente diante da composição deste Congresso.  Com tantas incertezas, é difícil ser assertivo. Mas se queremos estar conectados com as transformações, precisamos ser mais ágeis nas soluções. Antes, a resposta era legislativa e judiciária, hoje essa mesma estratégia não funciona devido a defasagem temporal e os prazos necessários para aprovação de uma nova lei ou de tramitação de uma ação judicial. As mudanças ocorrem em grande intensidade e precisamos criar condições para os sindicatos atuarem nesse cenário. A legislação não chega em tempo, mas as negociações podem chegar no tempo necessário”,  disse Clemente, destacando ainda que existem problemas que não podem esperar o prazo de aprovação de uma regulação legislativa. “Precisamos capacitar os sindicatos a negociarem no ritmo que atende o trabalhador de hoje”, ressaltou.

Clemente apresentou algumas diretrizes que vêm sendo discutidas no âmbito das centrais sindicais desde o mês de janeiro de 2023, com o objetivo de abrir canais diálogo e construir caminhos conjuntamente com o governo e com os segmentos patronais. Defendeu o princípio da unicidade sindical, prevista no artigo 8º da Constituição, adequação e transparência estatutária, autonomia para autorregulação, formação de consórcios para fortalecimento das entidades sindicais, entre outros pontos relevantes para atender as dificuldades estruturais que vêm sendo enfrentadas pelo sistema e reconectar os sindicatos com os trabalhadores do mundo atual.

Assista a íntegra da palestra:

 

 

Leia também

21/06/2024

Programa Pampa Debates ao vivo direto do SENGE-RS

21/06/2024

Governador, qual é o seu projeto para a EMATER? SENGE e entidades cobram resposta

19/06/2024

Conheça benefício da Mútua para profissionais atingidos pela calamidade

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato