29/01/2010

Demissões de dezembro frustram meta de 1 milhão de empregos

Agência Estado

Demissões acima da expectativa no final do ano frustraram a meta do governo de atingir a meta de gerar um milhão de empregos formais em 2009. No ano passado, foram criados 995.110 novos postos de trabalho com carteira assinada, o pior resultado desde 2003 – primeiro ano da gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O resultado refletiu a perda de 415.192 vagas somente em dezembro – número que ficou acima da média normalmente verificada nesse período, sugerindo que a recuperação do mercado de trabalho pode não estar ainda tão consolidada como parecia. De qualquer modo, a perda de empregos foi menor do que a verificada em dezembro de 2008, no auge da crise, quando 654.946 vagas foram fechadas.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, amenizou a surpresa negativa de dezembro e a frustração da meta. "No meio de uma crise, conseguir gerar praticamente um milhão de empregos é um dado altamente positivo. Mostra a força da economia brasileira", disse ele, durante a apresentação dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Até um dia antes da divulgação dos dados, Lupi garantia que haviam sido fechadas pouco mais de 300 mil vagas em dezembro, dentro da média normalmente verificada naquele mês."Eu não esperava que tivesse uma queda tão grande em dezembro", disse. "Mas meu erro é desprezível", avaliou. A perda de postos de trabalho em dezembro só não foi ainda maior porque a contratação de 1,068 milhão de trabalhadores foi um recorde para o mês. Na avaliação do ministro, seu objetivo só não foi alcançado porque a contratação de trabalhadores temporários foi mais alta do que em anos anteriores entre os meses de agosto e setembro – algo próximo de um milhão – e as dispensas de final de ano acompanharam esse ritmo. O economista Fabio Romão, da LCA Consultores, endossou a tese do ministro. Segundo ele, a indústria contrata, em média 40 mil pessoas nos meses de novembro, mas em 2009 foram 247 mil. "Houve um ajuste em dezembro. Novembro teve contratação acima do esperado", explicou Romão. Para ele, além das demissões de temporários, ocorreu também antecipação de contratação de trabalhadores. "Mas o importante é que o mercado de trabalho continua em recuperação", complementou o economista.

Na expectativa de Lupi, o crescimento da economia brasileira deve garantir a criação de mais de dois milhões de empregos neste ano. Isso deve acontecer porque os setores que sofreram com demissões no final de 2009, como é o caso da indústria, já estão ampliando as contratações. "A indústria de transformação, que fechou 166.040 postos de trabalho em dezembro, já está contratando em janeiro. Provavelmente, será um dos setores que vai puxar o emprego em 2010", destacou Lupi. Em dezembro, todos os setores acompanhados pelo Caged – extrativo mineral, indústria de transformação, construção civil, serviços, administração pública e agricultura – demitiram mais que contrataram. No ano, no entanto, apenas a agricultura não reverteu os número negativo e fechou 15.369 vagas. Na avaliação das contratações por Estado, São Paulo liderou o ranking de demissões com o fechamento de 191.186 vagas em dezembro. No ano, no entanto, teve um saldo positivo de 277.573 postos de trabalho.

Leia também

29/05/2024

Estado publica editais de credenciamento para contratação de serviços técnicos de engenharia

28/05/2024

ARTIGO | Transição energética e hidrogênio verde

24/05/2024

SENGE sedia evento que debateu Sistema de Proteção contra inundações de Porto Alegre

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato