03/07/2012

Rio Grande do Sul perde com nova proposta de royalties

O novo relatório sobre a divisão dos royalties do petróleo, apresentado ontem pelo deputado Carlos Zarattini (PT-SP), impõe perdas de repasse de R$ 248,3 milhões para o Rio Grande do Sul e às prefeituras gaúchas em 2013, calcula a Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

O texto foi colocado na pauta para ser votado quarta-feira à noite na Câmara dos Deputados, mas a falta de quórum jogou a análise do substitutivo para a próxima semana.
A queda do repasse estimada pela CNM é em comparação com o texto aprovado em outubro do ano passado pelo Senado. Segundo a entidade, a diferença ocorre porque, no substitutivo, o relator assegura aos Estados e municípios produtores uma correção nos valores a que têm direito atrelada à variação em reais do preço do barril, com base nos valores de 2011.

Conforme a CNM, como o barril está cerca de 20% mais caro este ano, principalmente pela variação cambial, a diferença é abatida dos recursos que seriam direcionados aos fundos especiais destinados a todos os Estados e municípios.

Os cálculos da CNM indicam que, para o governo gaúcho, a perda em 2013 será de R$ 82,4 milhões. Para os municípios gaúchos, chegaria a R$ 165,9 milhões. O presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, aponta ainda outra diferença. O projeto aprovado no Senado garantia a mudança nos critérios a partir da promulgação da lei, assegurando a chegada de recursos ainda este ano às prefeituras. O substitutivo, por sua vez, prevê que a entrada em vigor a partir de 1º de janeiro de 2013.

— Esta é agora a única possibilidade de dinheiro novo para as atuais administrações fecharem as contas — entende o dirigente.

Apesar de apontar perdas no curto prazo, Ziulkoski admite que em um horizonte mais largo Estados e municípios tendem a ganhar com as novas regras de divisão dos royalties.
O texto que passou no Senado ano passado desagradou os Estados produtores de petróleo, como Rio de Janeiro e Espírito Santo. Após meses de negociação, Zarattini conseguiu o apoio capixaba por chegar a uma fórmula que assegura renda pelo menos semelhante à obtida em 2011, embora os percentuais do total arrecadado com os royalties diminuam nos próximos anos.

— Quem fará a distribuição dos recursos será a Agência Nacional do Petróleo (ANP). E se houver diminuição de receita, os recursos para fazer a compensação sairão do fundo especial — explicou o deputado à Agência Câmara.

Depois de ser votado pelos deputados, o projeto volta para o Senado.

Clique aqui e veja como pode ficar a nova proposta de divisão dos royalties.

Zero Hora
28/06/12

Leia também

16/04/2024

Engenheiros da Aegea/Corsan denunciam assédio e desacato ao enquadramento sindical

16/04/2024

SENGE-RS presente na posse da gestão 2024/2025 do Sinaenco-RS

16/04/2024

SENGE participa de mobilização em defesa da extensão rural

Descontos DELL Technologies

Aproveite os descontos e promoções exclusivas para sócios do SENGE na compra de equipamentos, periféricos e serviços da DELL Technologies.

Livro SENGE 80 anos

Uma entidade forte, protagonista de uma jornada de inúmeras lutas e conquistas. Faça o download do livro e conheça essa história!

Tenho interesse em cursos

Quer ter acesso a cursos pensados para profissionais da Engenharia com super descontos? Preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Realizar minha inscrição

Para realizar a sua inscrição, ao preencher o formulário a seguir, escolha o seu perfil:

Profissionais: R$ 0,00
Sócio SENGE: R$ 0,00
Estudantes: R$ 0,00
Sócio Estudantes: R$ 0,00
CURRÍCULO

Assine o Engenheiro Online

Informe o seu e-mail para receber atualizações sobre nossos cursos e eventos:

Email Marketing by E-goi

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Tenho interesse em me associar

Se você tem interesse de se associar ao SENGE ou gostaria de mais informações sobre os benefícios da associação, preencha seus dados a seguir para que possa entrar em contato com você:

Ao fornecer seu dados você concorda com a nossa política de privacidade e a maneira como eles serão tratados. Para consulta clique aqui

Entre em contato com o SENGE RS

Para completar sua solicitação, confira seus dados nos campos abaixo:

× Faça contato